A journey through Halloween celebrations around the world

A FIXE School já tem as abóboras, as teias de algodão e os doces preparados para mais um Halloween! Este ano, com as condicionantes em vigor, as tradições desta altura do ano alteraram-se um pouco. Para manter o espírito, a FIXE School leva-o numa viagem pelo mundo, com a ajuda dos nossos professores. O destino? As tradições que existem por aí afora entre o dia 31 de Outubro e 1 de Novembro.

A primeira parte da viagem é liderada pelo teacher William. Ancoramos nos Estados Unidos da América. Como nas séries e filmes que, provavelmente, já viu, é o país onde o Halloween é uma das celebrações com maior destaque. 

No seio familiar, as crianças e adultos mascaram-se de bruxas, fantasmas, ou de outros seres assustadores. Durante a noite, anunciam porta-a-porta – “Trick or Treat?!” (Doces ou Travessuras?!). Já os adolescentes de pequenas cidades, aproveitam a noite para pregar partidas e atiram papel higiénico às casas dos seus amigos e conhecidos. Conta-nos o Will que por vezes, os jovens vão longe demais e atiram ovos às casas dos professores que não gostam. É vandalismo. Para os jovens adultos, Halloween é sinónimo de festas, de uma ida à discoteca, ou apenas uma noite a ver filmes de terror com o seu grupo de amigos.  

Continuamos a caminhada pela terra do Will. Vemos as casas enfeitadas com luzes, decorações de papel e abóboras esculpidas com feições assustadoras, iluminadas no seu interior com uma vela – as chamadas Jack-o’-lanterns. As sementes das abóboras são aproveitadas como snack saudável depois de assadas. “É bom para balançar com os doces” – diz-nos Will. 

De volta ao mar, deixamo-nos levar pela corrente norte-atlântica. Estamos em Londres, liderados pela teacher Melissa. Aqui, o Halloween subsiste, mas veste uma capa inglesa. Os pedidos por guloseimas atravessam as ruas, com crianças mascaradas e munidas de travessuras, caso os seus desejos de doces não sejam satisfeitos.  
Melissa conta-nos da vez em que se mascarou mais os seus filhos, para assustar quem se atrevia a tocar a campainha da sua casa e exclamar “Trick or Treat?!”.  Com a noite a começar pelas cinco da tarde, inesperadamente, o feitiço virou-se contra o feiticeiro. Bateram à porta seis raparigas aterradoras e com vozes ainda mais arrepiantes! Os filhos de Melissa assustaram-se, em vez de as assustar. “Fez-nos rir e agora, todos anos, ficamos na expectativa de ver se as raparigas voltam cá a casa. Tornou o Halloween mais spooky e especial” – diz-nos Melissa. 

Para o próximo destino, mudamos de transporte e vamos de avião. Chegámos à Sérvia com a teacher Nina. Tal como em Portugal, na Sérvia também existe a tradição de usar o dia de Todos os Santos para visitar as campas dos familiares falecidos. Chama-se Zadusnice e acontece quatro vezes ao ano – uma por cada estação. A tradição é móvel, calhando sempre a um Sábado, não longe das celebrações de Halloween dos outros países. Porém, o Zadusnice desta altura do ano, é o de maior importância. 

Na família da Nina esta data é assinalada duas vezes por ano. É sempre de véspera que se apercebem que está aí mais um Zadusnice. É altura de começar a recolher toda a comida que se tem em casa para levar para o cemitério no dia seguinte. A tradição começa às cinco da manhã . “Já alguma vez viram um engarrafamento de carros às cinco da manhã?” – questiona-nos Nina. Na Sérvia, fazem-se grandes pic-nics no cemitério de modo a partilhar a comida com os falecidos, honrando-se as suas memórias e espíritos. É obrigatório queimar licor para efeitos de purificação. Pelas mantas familiares cheias de comida, cada garrafa de álcool só pode ser consumida até metade. O restante líquido é espalhado pelo chão. Diz a tradição que, assim, a alma dos antepassado absorve a doação. 
Para Nina, é uma tradição divertida. Convive todo o dia com a sua família e com os seus “vizinhos de cemitério”, isto é, a família que celebra o Zadusnice nas campas ao seu lado. “Parece que estamos a ter um pic-nic todos juntos” – Nina recorda. 

Seja Halloween, Zadusnice ou Dia de Todos-os-Santos, as tradições desta altura do ano centram-se na memória dos antepassados, na presença de espíritos ou na reunião da família. Uns celebram estas datas como um momento religioso, outros como tempos de festa e diversão. Para Will e Melissa, esta é ainda uma data onde o Outono se começa a fazer notar, com as folhas multicolores a preencherem o chão. As árvores cada vez mais despidas com o aproximar do Inverno.

Qualquer que seja a sua tradição de escolha, a FIXE School deseja a todos os seus alunos e professores umas felizes celebrações! 🙂

Escrito por: Verónica Pereira
Contributos: Nina Vicente, William Knox, Melissa Jackson

Bem vindo à FixeSchool

A nossa escola


A FIXE SCHOOL é uma escola de Inglês que surge da ambição de ver pessoas a aprender a língua de forma mais rápida, prática e divertida. Nasceu no dia 12 de Agosto de 2019, é certificada no Método de Callan e ambiciona mudar o paradigma do ensino de inglês para estrangeiros.

Subscreve as nossas novidades

top
Todos os direitos reservados a FixeSchool | 2020
X