O futuro do inglês na Europa

A saída do Reino Unido da União Europeia marca também a saída do inglês como primeira língua de um estado-membro. Apesar de o inglês ser língua oficial na República da Irlanda e em Malta, é com o Irlandês Gaélico e o Maltês que estes países se identificam linguisticamente em assuntos europeus.

Espera-se, porém, que a língua inglesa não perca a sua predominância como língua oficial de trabalho, não só dentro da União Europeia, como também entre os cidadãos europeus. 

A escolha da Irlanda e de Malta das suas línguas autóctones como primeiras línguas em detrimento do inglês não é sinónimo do seu real número de utilizadores. Foi antes uma questão de identidade nacional e, sobretudo ideológica. Na Irlanda, apenas cerca de 10% da população fala Gaélico. 

Dentro das instituições europeias, o inglês é agora visto como uma língua neutra. Isto é, deixou de ser identificada como a língua pertencente ao Reino Unido e ganhou o estatuto de língua franca.

O inglês é apontado como uma língua de fácil aprendizagem, largamente difundida e aceite mundialmente como veículo de comunicação entre diversas nacionalidades.  
Nas escolas europeias, 95% dos alunos aprendem o inglês como a sua segunda língua, deixando o francês como a terceira língua escolhida. Um relatório da Comissão Europeia, de 2012, demonstrou que o inglês era a língua estrangeira mais falada dentro da União Europeia. Ao que tudo indica, o inglês irá continuar a dominar a comunicação internacional num futuro próximo.

Fonte: Euronews

Bem vindo à FixeSchool

A nossa escola


A FIXE SCHOOL é uma escola de Inglês que surge da ambição de ver pessoas a aprender a língua de forma mais rápida, prática e divertida. Nasceu no dia 12 de Agosto de 2019, é certificada no Método de Callan e ambiciona mudar o paradigma do ensino de inglês para estrangeiros.

Subscreve as nossas novidades

top
Todos os direitos reservados a FixeSchool | 2020
X